quinta-feira, 1 de outubro de 2009

HÁ GREGOS E TROIANOS


A Simpatia não enxerga nossos defeitos; a Antipatia não enxerga as nossas virtudes; mas a Empatia é aquela capacidade natural da Amizade verdadeira, que consegue enxergar em nós, tanto um defeito quanto uma qualidade, e ainda assim, permanecer ao nosso lado.

Agora, o melhor de tudo é que sendo como somos, tendo pouco ou muito não importa, a Simpatia, a Antipatia e a Empatia são absolutamente gratuitas e por isso mesmo, nós não as conseguimos explicar.

Excluindo-se o Amor, não há explicação para que nós despertemos sentimentos tão opostos, sendo nós mesmos, a mesma pessoa o tempo todo.

Como explicar ainda os julgamentos de pessoas que gratuitamente tem aversão natural a nós?

Como justificar a amizade espontânea que nasce sem maiores juízos sobre o que somos?

É como querer explicar o ódio sem intimidade ou justificar o amor sem convivência.

Há aqueles que nos amam de forma incondicional, como também há aqueles que nos rejeitam de maneira desproporcional. Para os que nos amam basta um sorriso para sermos perdoados, todavia para aqueles que nos odeiam, o mesmo sorriso basta para sermos apedrejados.

E ninguém consegue a unanimidade; ninguém é totalmente querido por todos o tempo todo, tanto quanto alguém não é odiado por todos todo o tempo. Portanto, é impossível agradar aos "gregos e troianos" e amigos e inimigos, conhecidos ou não. Não dá.

Existem amigos que são mais que irmãos e que conseguem se colocar em nossa situação, para entenderem as nossas atitudes. Existem outros que não tendo essa capacidade, acabam nos julgando com preconceito e passionalidade.

Aos que assim procedem e sem proximidade nos julgam, nenhuma explicação é suficiente, tanto como não é para aqueles que gratuitamente nos rejeitam.

O Amigo verdadeiro é aquele que possui por nós, grande simpatia, e com a intimidade que a convivência promove nas almas, elas se tornam capazes de sentir o que sentimos, sofrendo o que sofremos ou alegrando-se com a nossa alegria.

O Amigo verdadeiro é aquele que torce pelo nosso sucesso, chora com os nossos fracassos, se ri das nossas bobagens e nos repreende com brandura nos nossos erros.

Já aqueles que tem antipatia por nós, e sem razão nos rejeitam, sem explicação fazem pouco de nós, não há o que fazer a não ser limparmos a poeira da sola dos nossos pés e seguirmos nosso caminho a sós.

Melhor é a sabedoria do amigo do que a esperteza do inimigo. Assim sendo, mantenha seus amigos ao seu lado e os inimigos a sua vista, tá bom?

Um comentário:

Ana Maria disse...

Muito lindo........gostei.