segunda-feira, 12 de novembro de 2007

"TÔ NEM AÍ...TÔ NEM AÍ..."


Às vezes a gente faz de conta que as coisas não são com a gente; que não temos nada com isso; "tô nem aí...tô nem aí...não vem me falar dos seus problemas, que eu não tô nem aí..."

São tantas as demonstrações dessa indiferença, descaso com o bem coletivo, uma falta total de apreço ao bem comum, falta de cortesia... Gente, às vezes parece que voltamos a barbárie...e alguns, privilegiados, autoridades, políticos e instituições, responsáveis por zelar desses assuntos, fazem aquela "cara de paisagem" e parecem cantarolar em uníssona voz,..."tô nem aí..."

"Nunca na história deste país"...se falou de tanta impunidade, de tanta desfaçatez, tanto apadrinhamento do malfeitor. "Nunca na história deste país"...se viu tamanha vergonha, ouvidos tapados ao clamor popular, tanta propaganda enganosa, tanto desamor e horror.

"Nunca na história deste país”... Os tapetes da maldade receberam tanta sujeira jogada para debaixo de suas obscuras opulências fraudulenta.

"Brasileiros e brasileiras" de quinta categoria, assaltando a nação, fraudando benefícios, adulterando o leite nosso de cada dia, corrompendo sistemas, prostituindo valores éticos consolidados, matando sonhos de indefesos, estuprando inocências perdidas, drogando nossos jovens promissores, contaminando nossa natureza com aval de órgãos reguladores, causando pânico na terra, nos céus e nos mares... DEUS, que sociedade omissa é essa?

Não há quem faça o bem; que olhe a causa da viúva e do menor carente; do idoso maltratado, do negro discriminado pela cor da pele; do enfermo sem assistência; da infância prostituída, vendendo seus corpos magros nas beiras das estradas esburacadas desse país; das donas de casa espancadas e violentadas por seus próprios companheiros e algozes; DEUS meu, que mundo é esse?

"Nunca na história deste país"...se zombou tanto dos desafortunados; nunca se apagou tantas vidas com "apagões" de incompetência. Tantos espertos impunes e tantos infelizes e miseráveis aprisionados pela mediocridade de seus pequenos desatinos.

"Nunca na história deste país"...se roubou tanto; se prendeu tanto e se soltou tão facilmente; tantos que sonharam com um país mais justo e mais democrático e se viram frustrados, decepcionados.

Tanto "stress", tanta insanidade; tanto desapreço pela vida, se mata por um par de tênis "made in paraguay" ou máquina fotográfica digital "pirata"...por uma bicicleta ou um cordão dourado de "bijuteria "barata, ou ainda por qualquer discussão de trânsito, balas perdidas então, nem se fala. DEUS, o que estamos fazendo desta nação?

É "Tropa de Elite" invadindo nossas consciências, tanto policiamento ideológico estabelecido por mídias aleivosas; tanta promiscuidade divulgadas com tamanho despudor...gente! No que estamos nos transformando?

Há, todavia um DEUS, que têm seus olhos abertos e atentos a toda maldade do homem; Seus olhos estão em todos os lugares, observando tantos os bons como os maus, e a Sua ira é força e justiça, para julgar e condenar aos ímpios e para desarraigá-los da terra.

Senhor usa de misericórdia comigo, transforma a natureza ruim da minha alma, molda-me conforme Sua consciência santa e justifica-me por causa do Teu amor. Livra os meus pensamentos da maldade e renova-me o entendimento de Sua Graça. Coloca em meu espírito o não conformismo com a iniqüidade que se oferece ao meu redor e dispõe meu coração para a causa do bem. Livra os meus pés de falsear os valores com os quais impregnaste a minha vida e coloca em minha boca a palavra da Tua verdade. Não permite SENHOR, que eu me omita sobre a causa do menos afortunado e contra o injusto e da sua injustiça; PONHA Ó DEUS em meu corpo e mente a vigor da contestação da maldade omissa. "TEM misericórdia de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias.

“LAVA-ME COMPLETAMENTE DA MINHA INIQÜIDADE, E PURIFICA-ME DO MEU PECADO. CRIA EM MIM, Ó DEUS, UM CORAÇÃO PURO, E RENOVA EM MIM UM ESPÍRITO RETO.” SALMOS 51

Santos, 11/2007.


2 comentários:

Carol disse...

Oi Gerson!
Ficamos muito felizes e emocionadas em ver seu desenvolvimento...
Gloria Deus!
Vejo que tem curtido e que está aprendendo nas aulas... deixo para Vivian a indicação: Já já, ele aprende a passar roupa,lavar louça... aguarde e confie (risos)
Brincadeiras a parte.
Deus te abençoe Grandemente nessa nova etapa.
Toda sorte de bençãos sobre a tua vida, é o que te desejamos do fundo do coração.
Abraço.
Rosecley e Carol (filha)

eliana disse...

É Gerson palavras sábias novamente.
Está dificil remar contra a maré,deste "caos" que se instalou na sociedade.
Já vivenciamos em cidades ditas pacatas,do interior,casos de estrupo,roubos,assaltos,abuso de autoridade com jovens (por serem mais moreninhos)etc...
Paz não existe mais em lugar algum.
Creio que só tendo Deus no coração,podemos acreditar,que a mentalidade de políticos e autoridades deste país mude.
Vemos causas ganhas,serem pagas em parcelas a perder de vista,por ter uma legislação voltada a favor do transgressor.
Mas, continuaremos remando contra a maré,mesmo cansados..pois ainda não conseguiram tirar de nós a Fé,de que "dias melhores virão"...
Abraços.