segunda-feira, 29 de março de 2010

MARCAS DO VIVER

Quem nunca sofreu uma decepção na vida?
Me diga quem.
Quem jamais cometeu mais de dois ou três erros na vida?
Apenas um então.
Qual o homem que não sofreu por algum amor?
E qual mulher não teve uma desilusão amorosa também?
- Calma!
- Dez por vez!
- Tem lugar prá todos, viu?
- Sem pressa, tá!
- Vamos organizar essa fila.
Claro! Porque não há como existir, passar pela vida, expor-se a tudo e a todos, e não sair-se arranhado algumas vezes.
Logicamente, uns mais e outros menos, mas todos acabamos levando marcas nas nossas mentes, e cicatrizes em nossos corações.
Ninguém que se arrisque a viver com vontade mesmo, essa existência ligeira, poderá se vangloriar de sair dela sem um arranhão sequer.
Arriscar faz parte da alma daqueles que não tem medo de serem felizes. Está no coração tanto do tímido quanto do que ousa, mas a intensidade é maior no que ousa; dos corajosos.
Assim é que para não se arrepender do que não se viveu, somente é preciso uma coisa... Sim, apenas uma coisa se tem obrigatoriamente que fazer:
- "VIVER, né?"
Viva pois com intensidade.
Faça inteiro, e não faça pela metade.
Entregue-se a utopia dos sonhos, mas jamais se deixe aprisionar por alguma fantasia que sonhar.
Haja com sinceridade.
Absolva-se de qualquer culpa, mas não se esqueça que a responsabilidade é sempre sua, e de mais ninguém.
Assim agindo, sempre que olhar para os rastros da sua própria trajetória, sentirás orgulho de tudo que viveu, e não terá que se arrepender por nada que deixou de viver na sua história.
A vida é para ser vivida e não para ser espiada.
A vida é um arriscar-se e jamais ocultar-se.
Mesmo que ela, a vida, nos possa pregar algumas peças, e nos surpreender com seus imprevistos, ainda assim, valerá mais a emoção de se viver, do que a chatice de ela se esconder.
Portanto, não se iluda. Todos teremos nossas marcas, nossas cicatrizes ao final da jornada, mas serão para nós, sobreviventes, motivo de olharmos para elas e nos orgulharmos de termos enfrentado a vida, com a nossa própria vida.
Então elas não serão apenas marcas do nosso passado, e sim, Marcos da nossa História.
Troféus de muitas batalhas vividas e vencidas.
Eu tenho algumas Marcas do Viver. E daí!
Você tem alguma também, tem não, hein?
Façamos valer a pena cada marca que a vida deixar em nós. Sempre!

2 comentários:

Caio disse...

Olá Gerson, como sempre tem sido um grande prazer ler e receber suas mensagens. Creio que são as situações adversas as que mais contribuem para o crescimento das pessoas enquanto seres humanos, pois elas nos levam a reflexão e transformação.Sem desprezo pelas alegres e boas! Mas, as mais dificeis sempre nos levam a encontrar o nosso eu mais íntimo e então, com a ajuda de Jesus, nos tornarmos mais parecido com Ele.Continue assim, suas mensagens sempre me edificam de alguma forma.
Como você diz, paz e bem!
Como nós dizemos por aqui em Marilia, Glória ao nome do Senhor!
Deus abençoe
Pr. Caio

FÁTIMA disse...

Oi Gerson, a vida é uma mescla de decepções e alegrias que faz com que o nosso cotidiano seja sempre um surpresa.
Deus deu a vida de presente a cada um de nós, e temos sim que cuidá-la muito bem, pois é um presentão e tanto né, mesmo com todas as adversidades que possam surgir.
Paz e Bem
Fátima